Sobre a Academia

Consta que, no pórtico da Academia de Platão, estava inscrita a seguinte advertência: “Quem não for geômetra não entre!”. Aqui, preferimos convidar a ingressar, na Academia Platônica de Brasília, os amantes do conhecimento, desejosos de ampliar a sua capacidade interpretativa e que, comprometidos com os destinos da humanidade, identifiquem-se com os propósitos do projeto e vislumbrem os ganhos pessoais e coletivos que ele oportuniza.

Conheça, nos links abaixo, os detalhes do projeto.

Programa de Formação

O programa de formação ofertado pela Academia contempla três fases: a primeira com foco no pensar, a segunda com foco no ser e a terceira com foco no agir.
Fase I - O pensar

Fase I - O pensar

Visa a instrumentalizar o aprendiz com a Teoria Metafísica do Conhecimento capaz de habilitá-lo a pensar metodicamente.

Fase II - O ser

Fase II - O ser

Visa a instrumentalizar o aprendiz com cosmovisão metafísica reveladora da estrutura essencial da existência e, assim, situá-lo, harmonicamente, no seio da natureza.

Fase III - O agir

Fase III - O agir

Visa a propiciar ao aprendiz capacidade de atuar sob a perspectiva da totalidade, ou seja, à luz da verdade, fora da caverna alegórica de Platão.

Biblioteca

A Biblioteca destina-se, em primeiro lugar, a disponibilizar para alunos matriculados, acesso fácil a textos digitais recomendados nos planos de estudos. Destina-se, em segundo lugar, à publicação de artigos e estudos desenvolvidos no âmbito da Academia, por mestres e alunos. Em terceiro lugar, destina-se a venda de obras com reserva de direitos autorais, eventualmente, disponibilizadas através da Academia. O acesso ao acervo da Biblioteca é público, permitida a reprodução de trechos com indicação do autor e da fonte.
  • Cérebro e consciência

    Rubi Rodrigues - 29/01/2023

    Discute-se, neste texto, o problema da relação do cérebro com a consciência, partindo-se de percepções registradas por Pinheiro de Almeida, professor português do século XIX, e resgatadas pelo professor Manuel Curado, da Universidade do Minho, em trabalho que, gentilmente, ofereceu-nos como...p>

    O infinito e nós, os finitos

    Rubi Rodrigues - 11/12/2022

    RESUMO A mente mística e mitológica do Período Imperial comungava diariamente com os deuses da criação e inquiria sobre as leis que regem o universo, na crença de que esse conhecimento lhe facultava navegação mais segura pela vida. O comportamento dos deuses indicava cuidados a serem...p>

    O Mito da Caverna – versão da Academia Platônica de Brasília - Live de 2021

    Rubi Rodrigues e Jônatas Rodrigues - 01/03/2021

    Direitos autorais. Registro 851.475 Livro 1.658. Fl. 88 - Biblioteca Nacional - Escritório de Direitos Autorais. 14/09/2022. Ver vídeo       Ver transcrição      Ver Figuras

    Bento XVI em Regensburg – Aula Magna

    Papa Bento XVI - 12/09/2006

    DISCURSO DO SANTO PADRE AOS REPRESENTANTES DO MUNDO CIENTÍFICO E CULTURAL DA BAVIERA NA AULA MAGNA DA UNIVERSIDADE DE REGENSBURG Terça-feira, 12 de Setembro de 2006 “Fé, razão e universidade. Recordações e reflexões” Eminências Magnificências Excelências ...

  • O fim de uma era – um desafio à Academia

    Rubi Rodrigues - 24/09/2020

    Presentemente, a humanidade adentrou em zona desconhecida: esquerda e direita agem e reagem truculenta e intuitivamente. A primeira reação do ser humano é sempre intuitiva, quando ele enfrenta o desconhecido. Antes do domínio de toda nova circunstância, o homem só pode valer-se da intuição....

    O zelo de Deus – Resenha crítica de um metafísico

    Rubi Rodrigues - 24/03/2019

    A obra O zelo de Deus, do filósofo alemão Peter Sloterdijk, contempla a disputa histórica dos principais monoteísmos – judaísmo, cristianismo e islamismo –, bem como a própria essência do fenômeno religioso, na condição de fatores relevantes de...

    HOMO DEUS - Resenha crítica de um metafísico

    Rubi Rodrigues - 21/04/2017

    A  obra Homo Deus – Uma breve história do amanhã, do professor israelense Yuval Noah Harari – Cia das Letras, 2016, 443 p., possui o mérito de evidenciar, embora esse não seja o seu propósito, o provável futuro reservado à espécie humana, caso o paradigma...

    Metafísica com status científico

    Rubi Rodrigues - 09/12/2012

    RESUMO-METÁFORA: À beira do caldeirão, o bruxo, compenetrado, vai mexendo pausadamente o caldo. Recorda o primeiro ingrediente: o ilimitado e o limitante de Pitágoras. Faz muito tempo – pensou. Lembra que, depois, misturou o ser de Parmênides e a inteligência organizativa de Anaxágoras... E foi...

© Academia Platônica de Brasília 2023 - Todos os direitos reservados.